reacao sala da paz divulgacao resultadosDepois do anúncio dos resultados da votação de 15 de Outubro, pela Comissão Nacional de Eleições (CNE), este domingo, conferindo vitória ao candidato presidencial Filipe Nyusi e ao partido Frelimo, a Sala da Paz instou aos partidos políticos a se refazerem para melhor representar o seu eleitorado nos órgãos aos quais foram eleitos, como são os casos da Assembleia da República e nas Assembleias provinciais.


Este apelo foi feito por Dércio Alfazema, membro da Sala da Paz, momentos depois da divulgação dos resultados eleitoral pela CNE, tendo ajuntando que a Renamo e o MDM devem aprimorar as formas alternativas para manter a sua comunicação com eleitorado “para exercer pressão ao governo do dia que vai estar representado com maioria qualificada a nível do parlamento”.

Alfazema, refere ainda que “Os partidos políticos precisam se refazerem e tomarem posições para fazer frente a Frelimo e corresponder as expectativas das pessoas que lhes confiaram o voto. A Renamo e MDM já estiveram numa situação pior em 2009, mas conseguiram dar a volta por cima e voltaram a crescer em 2014. Tudo vai depender da forma como os partidos vão se refazer para demarcar o seu espaço no debate político focados para 2023 e 2024”.

Os resultados anunciados pela CNE, indicam que Filipe Nyusi, nas eleições presidenciais, conseguiu um total de 4.507.549 votos correspondentes a 73 por cento do total de votos expressos. Ossufo Momade, do partido Renamo, foi o segundo concorrente mais votado, com 1.351.142 votos, correspondente a 21.88 por cento enquanto que Daviz Simango, do MDM, obteve 270.413 votos, correspondentes a 4.36 por cento, e Mário Albino, do AMUSI, reuniu 45.260 votos a favor, o equivalente 0.73 por cento do total de votos expressos.

reacao sala da paz divulgacao resultados 1“A Sala da Paz, fez a recolha dos editais ao nível das mesas no dia da votação, fez uma contagem paralela com base em cerca de três mil editais e anunciamos os números obtidos no dia 16 de Outubro. Os números apresentados pela CNE convergem claramente com a projecção encontrada na amostra da Sala da Paz”, disse Alfazema.

Para Alfazema, no dia de votação houve constrangimentos, mas não o suficiente para afectar a qualidade do processo. “Como Sala da Paz reportamos várias irregularidades no dia de votação, mas não na dimensão de alterar a tendência dos números de votos que foram apresentados. Estamos confortáveis com os números apresentados”, disse.

Refira-se que na votação para a Assembleia da República, o partido Frelimo foi anunciando vencedor, com 4.195.072 votos a favor, correspondente a 70.78 por cento, o que lhe permite conquistar 184 assentos neste órgão, a Renamo ficou na segunda posição, com 1.345.675 votos, o equivalente a 22.71 por cento, que lhe confere 60 lugares no parlamento moçambicano enquanto que o MDM, com 250.790 votos, possui 4.24 por cento, o lhe da direito a seis assentos no mais alto órgão de poder legislativo nacional.

No que se refere ao mandato prestes a findar, o partido Frelimo possui 144 deputados, Renamo 89 deputados e MDM 17 deputados a nível da Assembleia da República.

A Sala da Paz observou todas as fases do processo tendo emitido em cada fase posicionamentos em relação ao decurso do processo. Para o dia de votação teve pouco mais de mil observadores em todo o país com excepção de Niassa, Inhambane e Província de Maputo.

Contacto

+258 843066565
Avenida Salvador Allende, Nrº 753

mapa

foreignaffairsfinlandnimddemofinlandidea footerosisa footerirish aid footeruniao europeiareino dos paises baixoscoleccao alema footer

Criação e implementação: DotCom