Screenshot 20210728 143155O Instituto para a Democracia Multipartidária (IMD) entende que a recente comunicação do Presidente da República, Filipe Nyusi, sobre a situação do Terrorismo na região norte da Província de Cabo Delgado constitui uma oportunidade para materialização de um dos princípios de governação democrática que é a prestação de contas, esclarecendo algumas zonas de penumbras, duvidas e receios, que foram sendo construídas a nível interno e externo “Esta foi a primeira vez que o Presidente da República efectua uma comunicação à Nação, exclusivamente orientada a discutir exaustivamente a situação do Terrorismo em Cabo Delgado” refere o IMD no seu comunicado.

A intervenção do PR reforça canais de comunicação à nação, esclarece dúvidas e receios

Para a organização, esta comunicação foi igualmente uma oportunidade para esclarecer ao cidadão sobre o contexto e a cronologia dos acontecimentos que tem caracterizado as incursões armadas dos terroristas em Cabo Delgado.

Foi também uma oportunidade para se debruçar sobre o papel que as Forças de Defesa e Segurança (FDS) estão a desempenhar no combate ao terrorismo e a explicação sobre os novos contornos e a nova abordagem de intervenção e combate ao terrorismo, em particular em relação a presença militar estrangeira.

Nesta alocução, o Presidente da República não se esqueceu de destacar, dentre as incursões, os ataques e assassinato dos 50 jovens que se recusaram a se juntar ao grupo, o recente ataque a Palma, a situação do drama humanitário prevalecente os efeitos na economia e em alguns sectores estruturais como a educação e saúde, indica o comunicado.

FB IMG 1627305073108Para o IMD esta comunicação serviu também para explicar aos moçambicanos e a comunidade internacional sobre os fundamentos por detrás das decisões que estão a ser tomadas pelo Governo em relação a este dossier, mas também para comunicar, sobretudo a SADC, sobre o protocolo que está a ser observado para a vinda de outras tropas que estão a apoiar o país.
Nesta perspectiva, foi igualmente uma oportunidade para elencar e arrolar o conjunto de apoios (logístico, treinamento, entre outros) que estão a ser prestados por outros países no campo bilateral e multilateral.

Para a organização da sociedade civil, na comunicação de 25 de Julho o Chefe do Estado demostrou estar atento a diversas abordagens académicas e posicionamentos de analistas em relação ao fenómeno e que também tem usado estes elementos para compreender o fenómeno e tomar decisões.

Na intervenção do Presidente da República esteve assente também o lado mobilizador a diversas forças da sociedade, para preservação e consolidação da Unidade Nacional em defesa da nação e de um Moçambique Uno e Indivisível.

Lê-se no comunicado que o IMD vê esta plataforma de comunicação como uma ferramenta de alto sentido utilitário no contexto da promoção do espaço democrático, ao que se encoraja a sua regularidade pois permite uma melhor monitoria por parte dos diversos actores relevantes da sociedade em relação as questões de interesse comum, com o é o caso do combate ao terrorismo em Cabo Delgado.

Contacto

+258 843066565
Avenida Salvador Allende, Nrº 753

mapa

foreignaffairsfinlandnimddemofinlandidea footerosisa footerirish aid footeruniao europeiareino dos paises baixosembsuecia

Criação e implementação: DotCom