formacao mulheres reconciliacao pazO Movimento Mulher e Paz, uma iniciativa baseada na comunidade e liderada pelas mulheres, capacita, na cidade de Nampula, 25 mulheres provenientes das províncias norte do país, representando diversos segmentos sociais, desde fazedoras de política, activistas sociais, professoras, empreendedoras, líderes religiosas, líderes comunitárias, fazedoras de cultura como formadoras de formadoras, em matéria de mediação e resolução de conflitos visando a Construção da Paz, Reconciliação Nacional rumo à Coesão Social em Moçambique.


Esta formação visa activar o poder de influência e liderança das mulheres nos diálogos, mediação e resolução de conflitos, visando a construção da Paz e Coesão Social;

A formação que esta quinta-feira (24) termina, é promovida pelo consórcio que integra o Instituto para Democracia Multipartidária (IMD), a Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade (FDC) e o Centro Africano para a Resolução Constructiva de Disputas (ACCORD).

Segundo explicações dadas pela Coordenadora de Programas do IMD, Lorena Mazive, o consórcio entende que esta é uma oportunidade para que as mulheres, em Moçambique, se tornem mediadoras e participem, de forma mais activa, nos diálogos, processos políticos, processos de consolidação da paz e reconciliação nacional, conduzindo à coesão social no País, resultante do envolvimento dos cidadãos no diálogo transformador de género, para a reconciliação nacional.

Lorena Mazive enfatizou ainda que “O Movimento “Mulher e Paz” traz um contributo único e específico, porque assenta numa abordagem de paz social, baseada na comunidade e liderada pelas mulheres, com vista ao envolvimento de mulheres no diálogo e nos processos de construção da paz e reconciliação nacional”, e por outro lado visa dotar as mulheres envolvidas como Formadoras de Formadoras em Técnicas e Habilidades para o empoderamento e Auto-sustento, bem como servirem de vectores para a consolidação do Movimento Mulher e Paz nas suas comunidades.

A quando do lançamento do Movimento Mulher e Paz, no dia 18 de Outubro findo, a Presidente da FDC, Graça Machel defendera que “o nosso único desejo é que as mulheres sejam promotoras de diálogo construtivo entre elas, sejam factor de conectividade das nossas sensibilidades e de emoções do que queremos como sociedade”, e salientou que as mulheres devem levar avante tudo o que as identifica e que as faz aceitarem umas às outras, “a dignidade da pessoa humana, de que todos somos iguais”.
Com efeito, nos dias 28 e 29 de Novembro corrente, serão capacitadas, na cidade da Beira, em Sofala, 25 formadoras de formadoras das províncias da região Centro de Moçambique, que engloba as províncias de Manica, Tete, Zambézia incluindo a anfitriã, Sofala.

Contacto

+258 843066565
Avenida Salvador Allende, Nrº 753

mapa

foreignaffairsfinlandnimddemofinlandidea footerosisa footerirish aid footeruniao europeiareino dos paises baixosembsuecia

Criação e implementação: DotCom